quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Um cavalo sem nome




Revolucionar é pensar.

Se um dia eu for preso por pensar é porque estou no caminho certo.

Minha loucura é uma procura.

Vejo tanta beleza nas composições de Mozart como nas dos Ramones, basta entender tais belezas.

A física quântica é uma ciência muito interessante, mas sexo é mais gostoso.

A felicidade pode estar dentro de uma xícara de café expresso feita em uma rodoviária no final do mundo.

Eu era racional demais para sentir um amor que não fosse platônico.

Espero o dia em que não precisarei me preocupar com o futuro, pois já estarei nele.

Viajamos sessenta segundos para o futuro a cada minuto que passa.

Inteligência é ouvir o que o silêncio tem a dizer, mas nunca deixar de questionar suas afirmações.

Vamos embora, embora não saibamos de onde viemos e para onde vamos.

Já estou calejado de calar, agora eu não me calo para os meus calos.

Matando a formiga certa, é possível acabar com todo o formigueiro.

Sou um filho do proletariado, um herdeiro da revolução.

A mesma música nunca dura o mesmo tempo se tocada duas vezes.

Jamais abandonarei um sonho para viver um amor.

O homem jamais vai entender o amor, a morte, a física quântica e principalmente, as mulheres!

Sabe quando seu próprio pescoço combina com uma guilhotina?

Eu só não sou um emaranhado de contradições, porque eu não sou ninguém.

Todos nós somos herdeiros de um sonho.

O “curtir” música é muito relativo, tem dias que até as letras do Roberto Carlos fazem sentido, não se bitole -mas sempre tenha bom senso.

Se você é mundialmente famoso, até um power accord arranca aplausos.

Os dois melhores elogios que alguém pode receber são: careta e nerd.

As coisas que realmente interessam não podem ser refletidas no espelho.

Tenho orgulho e honra demais para conseguir viver feliz.

A vida era mais fácil quando eu acreditava que amor não existia.

Mais tranqüilo que flor de Lótus nas mãos de Brahma.

Eu não respeito nenhum adulto que não assista desenhos de criança.

Um minuto realmente aproveitado vale mais do que uma vida inteira.

Se todas as músicas do Deep Purple fossem como Child in Time, todas as do Queen como Bohemian Rhapsody e todas as do Led Zeppelin como Stairway to Heaven, elas seriam apenas músicas normais, e pessoas normais jamais seriam músicos.

Não existe apenas uma Yoko Ono para cada John Lennon nem apenas um John Lennon para cada Yoko Ono.

2 comentários:

  1. Camila.3:07 PM

    Muitas pessoas considerariam isso como um amontoado de frases batutas ou sem sentido, acumuladas em uma tarde chuvosa na qual vc resolveria atualizar seu blog, mesmo sem idéias... Pois eu jah acho fantástico *-*

    atravéz de simples frases à primeira vista, sem nexo, vc foi capaz de definir sua vida toda, seu passado, seu presente e até mesmo pretenções para o futuro...

    Sabe, eh bom saber que ainda há pessoas assim... Pessoas que sonham sem medo de errar, pessoas com o pé no chão, mas que sabem sonhar... Pessoas com ideais e pensamentos diferentes do comum e que até mesmo orgulham-se de ser considerados "estranhos" em meio a um mundo dominado pela alienação.

    Talvez esse post possa ser sem nexo, mas foi inteligente, sincero e inovador! e diga-me, há algo melhor doq isso??
    certamente não xD

    Parabens, John :D
    eh sempre um prazer ler seu blog ;D

    ResponderExcluir
  2. Três anos depois, vejo-me obrigada a corrigir o que disse. Eu via sim, tudo aquilo, como um amontoado de frases sem sentido. Hoje conheço-o um pouco melhor para saber que não é bem assim. Em um ponto, porém, não mudo de opinião, é sempre um prazer ler O Oráculo. ^^



    Você já dançou com o demônio sob o pálido luar?

    ResponderExcluir