quinta-feira, 21 de setembro de 2006

Vilões do Cinema


Creio que os grandes vilões do cinema possam ser classificados em dois grandes grupos, no primeiro, o maior poder do vilão está em seu poderoso cérebro, embora geralmente estes também sejam responsáveis por algumas das mais belas cenas de ação do cinema (vide Darth Sidious e Lex Luthor), no outro, vilões com uma força descomunal, geralmente altos e com certeza sempre amedrontadores (vide Darth Vader).
E é sobre o segundo grupo de vilões que este post se trata, homenageando três dos maiores vilões deste arquétipo –Darth Vader e Godzilla não serão homenageados por que, por um lado, Darth Vader pensa demais para precisar ser homenageado, por outro, Godzilla de menos (além do que, muitos consideram ambos heróis).

Jaws (Richard Kiel em 007 –O Espião Que Me Amava)

O norte-americano Richard Kiel, com seus 2,30m, é o vilão mais carismático de toda a cine-série 007, neste que para mim é o melhor dos filmes do pegador britânico James Bond, Jaws é um capanga gigante com dentes de aço capazes de destruir até metal, nem um tubarão pode deter o gigante, que só é derrotado ao ficar pendurado pela mandíbula em um imã gigante.
Mas Jaws retorna em 007 –O Foguete da Morte, devido aos insistentes pedidos dos fãs da série. Em O Foguete da Morte, ele volta a ser capanga, desta vez do vilão Drax, um dos encontros entre os rivais é clássico, o espião duela contra Jaws em pleno bondinho do Pão-de-Açucar, de onde o vilão sai combalido e apaixonado por uma ruiva de aparelhos nos dentes, Dolly (Blanche Ravalec). No final do filme, Dolly é responsável pela comoção do brutamontes, que acaba ajudando Bond a escapar do Foguete da Morte.
Curiosidades: Kiel utilizava a dentadura metálica apenas quando a personagem abria a boca, uma vez que os dentes eram tão dolorosos que o ator não conseguia suportar mais que trinta segundos com eles, e também fez fama trabalhando no seriado The Twilight Zone (seriado que é tema de uma música do Rush e uma do Iron Maiden).

Kurgan (Clancy Brown em HighLander –O Guerreiro Imortal)

Neste filme que é uma verdadeira obra de arte, dona de uma mitologia única e fascinante, Clancy Brown e seus 1,91m, atua com perfeição (como em todos (ou quase todos) os seus papéis), encarnando um guerreiro russo imortal, que combaterá até só restar um imortal, o qual receberá o “prêmio”. Se o “prêmio” cair nas mãos de Kurgan, o mundo viverá uma Era de Trevas e Caos que durará para todo o sempre, muito carismático, o vilão tem uma cicatriz no pescoço como único prejuízo da luta em que matou Juan Sanchez Villa-Lobos Ramirez, o “sensei” de Connor McLeod, o herói do filme, também foi neste dia em que ele estuprou a mulher de Connor –pode haver vilão mais carismático? Isso sem contar o seu visual que é minha fonte de inspiração para sair às ruas até hoje.
Curiosidades: A voz grave e profunda de Clancy Brown já lhe garantiu muitos trabalhos como dublador, fez um papel que ficou muito famoso em um episódio da série Jornada nas Estrelas e a música tema de seu personagem em HighLander, (Gimme the Prize) é uma das mais famosas do grupo Queen.

Non (Jack O’Halloran em Superman II)

Jack O’Halloran e seus 1,98m são uma combinação perfeita para fazer frente à Superman no segundo filme da franquia, ao lado do General Zod e de Ursa, o vilão também kriptoniano não fala, mas é o braço direito do General Zod.
Curiosidade: Jack O’Halloran iniciou recentemente sua carreira como produtor com o longa metragem The List.

-fontes: Adoro Cinema, OMELETE, Cinema em Cena e alguns outros encontrados através do Google.

7 comentários:

  1. oi...
    ta massa o blog...

    da uma passada lá no meu...

    bjuxxx

    ResponderExcluir
  2. Nao vou disser q ta masa o blog, visita o meu, que isso é comentario muito besta (nada contra stupid girl!).

    Viloes fortoes e burros sempre são legais, vc bem que podia colocar a foto deles né Bruce, pois sem eles oq ue seriam de james bond, superman e os outros herois que adoram meter porrada.

    ResponderExcluir
  3. Tupo, vc sabe qual o codigo html pra colocar foto né (já que colocou a foto no inicio), e sabe tambem o código que dá um espaço entre um paragrafo e o outro né.

    Ai vc da o espaço, coloca o codigo pra foto e dá outro espaço.

    Prontinho... SE não souber me diz teu email que mando os comandos, aqui não aceita tags.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Achei um site interessante que tbm fala sobre arquétipos do cinema, eis o link:

    http://www.canalcinefilia.com.br/cinefilia/especiais/duroes.php

    ResponderExcluir
  6. Douglas5:00 PM

    OPA!
    show teu flog...
    entaumc uma hora c falamos...
    tenho q procurar mais sobre LOST agora...

    FLW!

    ResponderExcluir
  7. Camila.9:09 AM

    Vilões...
    eles sempre dispertam os interesses e a atenção da platéia xD
    se um filme não possui vilões, não eh um filme atrativo, ao mesmo tempo que se ele não disperta o publico, não eh um filme valorizado.

    Vilões...
    arquétipos semelhantes embriagados por uma mente doentia, inteligente, incomum...

    realmente são fascinantes...vc fez uma ótima colocação de todos aqui, parabens :D

    excelentes filmes e vilões inesquecíveis ;D

    ResponderExcluir